Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha #130 - Number Thirteen

by - sexta-feira, julho 17, 2015

Olá meus amores e minhas amoras! 

A minha resenha de hoje é um livro que eu não sei exatamente como eu classificaria, não sei se eu gostei, não sei se eu odiei, não sei nem se tenho uma opinião formada sobre ele, li duas vezes antes de vir aqui fazer a resenha, e minha situação continuou a mesma kk...

Título: Number Thirteen (Número Treze)
Autor: Bella Jewel 
Páginas: 236 
Versão Digital

"Ninguém merce morrer.
Mas eu morri naquele dia.
E no meu lugar, um monstro nasceu" - capa e pg.8

Começando desse jeito, com essa frase super UAU eu pensei: "meu deus esse livro deve ser f*da", logo na capa, que também é muito instigante, você quer saber, porque a moça amarrada? Porque ele se tornou um monstro? Porque o número 13? 




Pois muito bem, é meio complicado mas eu vou tentar. 
Quando ouvi falar desse livro, disseram que era uma história intensa, completamente diferente do que já tinham lido, que era um história emocionante, e real, então eu fui ler...  

Sinopse: "Nós somos 13 meninas, em cativeiro, escravas do nosso mestre. Um mestre que nunca vimos. A obediencia vai se tornar tudo o que conhecemos em nossa existencia superficial. É a única emoção que estamos autorizadas a sentir.
Quando nos comportamos mal, somos punidas, Quando nos comportamos bem, somos recompensadas. Nossas cicatrizes são profundas. Ainda assim, sobrevivemos, porque nós temos que sobreviver, porque ele nos ensinou.
Todas nós somos especiais, nós sentimos isso com tudo o que somos. Ele nos tem por uma razão, mas é um motivo que não sabemos. Nós nunca vimos o rosto dele, mas sabemos que algo profundamente quebrado se encontra abaixo da escuridão. Com cada toque, a cada punição, nós o conhecemos.
Então, alguma coisa mudou. Ele me mostrou quem ele realmente é. Agora eu o quero. Eu vou contra tudo o que conheço para estar com ele. Um monstro. Meu monstro.
Amar ele é um pecado, mas eu sou uma pecadora. Eu não vou parar até eu ver cada parte dele. Mesmo as partes que ele mantém trancadas lá no fundo.
Eu sou a número 13 e esta é minha história."

Depois de ouvir tantos elogios sobre esse livro, depois ler a sinopse e tudo mais, fiquei empolgada, realmente empolgada, achei que fosse ser aquele livro de tirar o fôlego, que eu fosse sentir medo como elas sentiam, que eu iria querer me submeter ao mestre com medo das punições, apesar de não ser um romance BDSM, mas, eu só fiquei, cansada e frustrada. 

Digo-lhes o motivo, a sinopse é super empolgante, realmente eu nunca havia lido nada nesse segmento, ou que tivesse a Síndrome de Estocolmo (estado psicológico em que a pessoa passa a ter simpatia e até mesmo sentimento de amor pelo seu agressor) como parte da história. Porém isso se perdeu no meio do caminho, a autora não se aprofundado mais nesse tema, que não é um tema comum, e isso fez a coisa toda ficar muito básica, muito superficial, e não Uau como prometeu de início. A número 13 é chata, não é uma personagem envolvente, com personalidade, e o mestre também não achei lá aquelas coisas. Assim que eu descobri o passado da nº13, fiquei com algumas dúvidas, muitas coisas ficaram mal explicadas, e eu perdida kk, e isso se repetiu em outros momentos da história.

A relação entre os dois, apesar de dar entender que é algo carregado de sentimento, pra mim pareceu só algo físico. O mestre teve a ideia das 13 garotas, que eu achei completamente sem noção, mas até que foi uma atitude "bonitinha", para mostrar a elas um propósito mais profundo em obedece-lo e eu não consegui ver isso na relação entre ele e a nº13. Outra coisa que me deixou bem perdida também no decorrer do livro, é a relação entre o mestre, Willian, e seu pai, que simplesmente o detesta, sem razão nenhuma, e morre de amores pelo outro filho, gêmeo de Willian.

O livro tinha tudo, TUDO mesmo pra ser épico! 
Uma paixão entre vítima e seu sequestrador, um cara rico, bonito, mas com problemas, uma mocinha ingênua, que não fazia ideia do porque estava ali, abordando a síndrome de estocolmo, que eu particularmente não conheço nenhuma história que fale sobre isso, relações complicadas, um passado conturbado de ambos... Enfim... Como base, tem vários pontos para ter sido incrível, mas infelizmente a autora se perdeu no meio de tudo, e acabou sendo um livro que prometeu e não cumpriu. 

Por enquanto não tem livro físico para o Brasil. Li uma versão digital que consegui nesses sites de download gratuito (vai no google que tu acha) se eu tivesse comprado, apenas por ter lido a sinopse (eu realmente teria comprado) me arrependeria. Mas se você está afim de tentar, vai fundo! 

Eu gostei por ser uma ideia diferente do habitual, que são os CEO's dominadores, e motoqueiros agressivamente apaixonados, mas não gostei porque foi mal conduzida, mal escrita, tem gente que detestou, e outras que amaram, eu ainda estou em cima do muro kk

Eu espero que vocês tenham gostado, foi difícil escrever essa resenha, (a maior da minha vida) porque eu não sei o que eu sinto por esse livro, é uma relação de amor e ódio kk
Beijokas! 



You May Also Like

2 comentários

  1. Oi, tudo bom?
    A capa desse livro é super bonita e a sinopse mostra um livro que tem tudo para ser bom. Mas depois de ler a sua resenha não sei se eu leria kk
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Edna, tinha tudo pra ser bom... Mas não foi kk
      Beijokas

      Excluir