Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha #140 - O Despertar do Príncipe

by - segunda-feira, agosto 24, 2015

Nome do Livro: O Despertar do Príncipe
Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 384
Skoob
Saraiva | Submarino | Americanas | Amazon
Classificação: 
"Eu era inteligente. Era culta e sensata. Me dava bem com os adultos. Era o retrato de uma menina tranquila, calma e controlada. E nunca, nunca perdia o controle. Eu, Lilliana Jainele Young, estava correndo o risco de perder a cabeça por causa de um cara, um cara maluco, fascinante, inexplicável, impossível de entender."
Lilliana Young é uma garota extremamente comum e que vive sob as ordens e desejos dos pais. Estando no final do ensino médio, as dúvidas a consomem e ela precisa decidir para qual faculdade irá e qual curso fará, mas claro, dentro das escolhas que os pais deram a ela.

Mas estando uma manhã no museu de Nova York, na seção egípcia que se encontrava fechada para reforma, ela encontra Amon, um homem lindo, careca e utilizando apenas uma saia, mas muito estranho e que falava coisas que ela não conseguia entender e que não faziam sentido algum. Ficando assustada com isso, ela vai embora do museu. Mas algum tempo depois, o encontra na rua atraindo olhares para si e despertando a curiosidade dos transeuntes.

Os dois acabam passando um tempo juntos e Lily sente como se algo a atraísse para ele, como uma corrente invisível e que não a permitisse se afastar. Ela acredita que isso é algo de sua cabeça, mas depois acaba por descobrir que na verdade, esse poder pertence à Amon e os dois estão realmente ligados por um encantamento feito por ele.
"- Não. Quem sente muito por isso sou eu, jovem Lily. Não queria ter posto a sua vida em risco.
- É, bom, eu deveria ter sabido que andar com uma múmia não era uma aposta muito segura."
Lilliana descobre que Amon na realidade é uma múmia de um antigo príncipe egípcio que desperta junto com os dois irmãos a cada milênio com o objetivo de impedir que o deus Obscuro, Seth, inunde o mundo com suas trevas.

Os dois agora precisam ir para o Egito despertar os seus irmãos e conseguirem realizar um encantamento à tempo para que Seth não retorne, mas nada será tão fácil assim. A energia de Lily deverá ser compartilhada com Amon enquanto seus vasos canópicos não forem encontrados, muitas “pessoas” e estranhas coisas tentarão impedi-los de cumprirem seu destino e haverá muitos obstáculos em seus caminhos. Caso Amon, seus irmãos, Lily e o egiptólogo que nos é apresentado no decorrer da história, não consigam realizar o encantamento, o mundo todo sofrerá as consequências disso.

E como se tudo isso não bastasse, ainda presenciamos a desastrosa história amorosa que se desenrola entre Lily e Amon, todas as dificuldades que encontram em despertar seus irmãos e as engraçadas cenas em que Amon precisa se adaptar ao mundo moderno.
" Nada do que eu estava fazendo nem de longe se aproximava do comportamento típico de Lilliana. Lilliana não ficava bajulando rapazes, principalmente não aqueles que só pareciam interessados em partes do seu corpo, e nem eram as mesmas partes que os caras normais preferiam. Lilliana não era de jeito nenhum alguém que corria atrás de aventura. E Lilliana com certeza não pulava antes de olhar. Parecia que outra garota - vamos chamá-la de Lily - tinha se apoderado do meu corpo, e a sua vida era bem mais emocionante do que a minha. Eu gostava de ver o mundo pelos olhos dela, mas ao mesmo tempo isso me assustava."
Como esperado pelos fãs, e eu me incluo nessa, Colleen Houck iniciara uma nova série com estilo. Como não poderia deixar de ser, ela nos apresentou no primeiro volume uma história instigante e totalmente arrebatadora. Ela não nos deixa tirar os olhos da página, e quando precisamos parar a leitura por algum motivo, não conseguimos tirar a história e os personagens da cabeça. Como em sua série anterior, Colleen nos apresentara algo totalmente inovador e cativante. Os personagens são maravilhosos, muito bem construídos e que nos conquistam mais a cada página. O enredo nos prende e nos fascina.

Já era fã da autora desde "A Maldição do Tigre", mas agora, estou ainda mais apaixonada por essa mulher! Ela tem o dom de nos apresentar uma narrativa leve, mas com uma história bem complexa, incluindo mitologia e antigos costumes de uma terra que não nos é muito apresentada nos dias atuais. Ela trás temas novos mas com a leveza de um tema comum. Espetacular!

You May Also Like

1 comentários

  1. Oi, tudo bom?
    Eu ainda não li a coleção do "a maldição do tigre" mas tenho muita vontade. A capa desse livro não me chamou muito a atenção, porém sua resenha me fez colocá-lo em meus desejados mesmo não sendo um estilo que eu leio com frequência. Gostei muito da sua resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir