Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha # 148 - Dez Coisas Que Aprendi Sobre o Amor

by - quinta-feira, outubro 01, 2015

Livro: Dez Coisas Que Aprendi Sobre O Amor
Autora: Sarah Butler
Editora: Novo Conceito
Páginas: 254
Gênero: Drama

"Eu ando por aí. É o mais próximo que chego de qualquer espécie de estratégia. A cada lugar, eu imagino você."

Sinopse: Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu.
Alice tem 30 anos, e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus.
Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilhos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes.
O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más.
Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?

"Uma vez que tenha me apaixonado, acho quase impossível me desapaixonar; aprendi isso sobre mim mesmo. Não é algo que torne a vida mais fácil."

Comecei esse livro ontem e já acabei, sim li muito rápido. É uma leitura tão gostosa que mal vi as páginas irem se acabando. É impossível parar um capítulo, não dá pra não querer saber quais serão os próximos problemas e questões enfrentados pelos personagens. O livro é todo narrado pelos dois personagens principais, no caso a Alice e o Daniel. A história tem os "capítulos" marcados pelas 10 coisas que cada um deles ama ou odeia.

"- Gosto da ideia de sempre seguir adiante."

Alice volta pra casa depois de saber que seu pai está muito doente, ela tem uma relação muito complicada com a família e não se sente parte dela. Sempre foi meio que excluída depois que a mãe faleceu. E por isso prefere se manter afastada de todos, assim está sempre viajando pelo mundo em busca de respostas. Quando ela volta para Londres, o pai está bastante debilitado e as coisas acabam não correndo muito bem, enquanto ela tenta lidar com mais uma vez a dor da perda e seus conflitos familiares, Alice também precisa aprender a lidar com suas escolhas.
O importante é falar que a autora consegue deixar bem claro para os leitores as angustias de Alice, ela apresenta a personagem magnificamente, fazendo com que os mistérios que levam a Alice ao momento em que se encontra agora sejam revelados lá na frente explicando tudo muito bem, não deixando buracos na história.

"Escrevi seu nome mais vezes do que sou capaz de lembrar: Sempre, no começo, escrevo seu nome."

Ao mesmo tempo em que conhecemos Alice, nos é apresentado Daniel. Demorei pra entender que ele era um mendigo que morava nas ruas de Londres, que isso traz um personagem com uma carga emocional muito grande, ele retrata como as outras pessoas o tratam e fala bastante da cidade de Londres, suas ruas, construções, clima. Daniel é um personagem que nos faz querer saber mais e mais sobre ele, porque os caminhos da vida que ele leva são diferentes, e deixam o leitor curioso pra saber qual será a próxima esquina em que ele irá passar a noite.

"O problema com as cidades, ao menos com as cidades como esta, é que é quase impossível descrevê-las. Não que eu não tente, só que não é nada simples."

Cercado de conflitos, medos, dúvida, inseguranças, atos de coragem, amor, sofrimento, expectativas e muitas decepções esse livro me fez muito feliz, quero mais dessa história. Com seus personagens lindo e suas listas muito divertidas, Sara Butler ganhou mais uma fã.
Além de tudo isso, a autora ainda nos apresenta Londres como ninguém antes tinha escrito, através do olhar de Daniel e  Alice é possível entender um pouco mais o porque desta cidade ser tão amada.

You May Also Like

0 comentários