Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha #184 - Um Beijo Inesquecivel

by - domingo, janeiro 15, 2017

Livro: Um Beijo Inesquecível
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 271

"-Meu objetivo de vida - anunciou Lady Danbury - é ser uma ameaça para o maior número de pessoas possível, logo considero esse o maior dos elogios, Sra. Bridgerton." 

Sinopse:Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga. Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele. Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.

"St. Clair era um quebra-cabeça. E Hyacinth odiava quebra-cabeças.
Bem, não, na verdade os adorava.

Contanto, é claro, que os conseguisse solucioná-los.

O quebra-cabeça em questão atravessou o salão...." 



Hyacinth é a mais nova das meninas Bridgertons, e diferente das irmãs ela não conseguiu se casar ainda, e já está em sua terceira temporada em Londres, mas isso é porque  ela tem algo especial, é absolutamente diferente, ela tem uma personalidade única e incrivelmente irritante e intimidadora para a época em que vive. Dona de uma opinião forte e doses de ironia e comentários corajosos a moça parece não encontrar alguém pelo qual valha a pena arriscar o coração. Ela passa longe dos padrões que a sociedade espera e não se incomoda com isso, se mostrando uma mulher forte e um pouco a frente de seu tempo.Tem como uma grande amiga Lady Danbury, um senhorinha muito parecida com ela, e que tem poucos fãs por Londres e região.
 Gareth St. Clair tem uma relação complicada com o pai, depois de perder o irmão só lhe restou a avó, que ele tanto ama, Lady Danbury. Depois de sofrer com uma grave revelação sobre sua própria vida ele passa alguns anos tentando atingir o pai e não ligando para nada além. O Herdeiro do baronato leva uma vida simples, sem muitos luxos e só parece se importar com a avó. Até que os caminhos de Gareth e de Hyacinth se cruzam devido a seu amor pela avó e a amizade dela com a jovem senhorita Bridgerton.


"E Gareth St. Clair não era o tipo de homem com o qual se deveria gracejar. Estava ciente de que brincava com fogo, mas de alguma forma não conseguia parar. Sentia como se cada frase que deixava os lábios dele fosse um desafio e ela precisasse fazer uso de toda a inteligência só para manter o mesmo ritmo. Se aquilo era uma competição, queria ganhar. E esse seria o seu erro fatal."

Os caminhos levam os protagonistas a se encontrarem e por acasos do destino Gareth acaba precisando da ajuda da inteligente e corajosa Hyacinth, quando ele precisa de uma tradutora de italiano para o descobrir o que sua avó escreveu em um antigo diário. Tudo vai acontecendo de forma discreta na história, e os personagens vão se aproximando lentamente. O casal protagonista é extremamente divertido, são dois personagens que se completam tanto nas diferenças tanto nas coincidências. Os dois juntos, vão se empenhar em desvendar os mistérios sobre a familia de Gareth, isso faz com quem sem perceber eles se aproximem mais e mais. Toda a história vai acontecendo entre os bailes e recitais de Londres e os encontros as Terças-feiras na casa de Lady Danbury, até que o jovem Gareth toma uma atitude drástica e faz o rumo da vida dele mudar em relação a jovem Bridgerton.



"E, pelo resto da noite, não conseguia esquecer o perfume dela.

Ou, talvez, o som suave da sua risada.
Ou, talvez, nenhuma das duas coisas. Talvez ela, apenas ela."

Gareth e Hyacinth são um tipo de casal que briga e se ama sabe. Eles não estão disposto a mudarem por outra pessoa, muito menos para terem um casamento, acho que esse é o grande ponto da história, são duas pessoas que aprenderem e deixaram um amor crescer sendo exatamente como sempre foram, não mudaram para se conquistarem sabe. Além do casal, os problemas familiares foram muito bem representados, a autora não deixou brecha para nenhuma duvida. Os acontecimentos foram se desenrolando, a raiva do barão perante o filho, as duvidas do próprio Gareth em relação á sua vida e como os personagens cresceram juntos. Foi divertido ver que Hyacinth enfim encontrou alguém a sua altura e disposto a entrar em uma boa briga com ela, os diálogos e confusões entre os dois são divertidissímos de se ler, eles conseguem ser iguais em alguns momentos. Foi bom ver que os dois se deram uma chance e enfim conseguiram formar a própria família.



"Gareth não conteve o sorriso. Jamais conhecera alguém como Hyacinth Bridgerton. Era vagamente divertida, vagamente irritante, mas não se podia deixar de admirar o quanto era espirituosa."

Esse é o sétimo livro dos irmãos Bridgertons, isso quer dizer que estamos caminhando para o fim da série, ou seja estou com saudades já. Hyacinth foi a última das meninas e o próximo livro é sobre Gregory. A edição do livro segue o padrão da serie e está linda como sempre, a editora Arqueiro teve um trabalho incrível nessas capas. Se alguém ama romance de época, essa é uma daquelas histórias que vale a pena ter na estante.

You May Also Like

2 comentários

  1. Eu ainda não li nada da Julia Quinn, e nem acredito nisso porque o gênero literário que ela escreve é o meu favorito.
    Comprei os dois primeiros volumes dessa série e pretendo iniciar a leitura o quanto antes.
    Só ouço elogios dela, então acredito que eu vou gostar.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Nossa que vergonha que ainda nem sai do primeiro livro. Eu gosto dos romances de época, justamente por esse tom divertido!
    Já falhei tentando pronunciar o nome dessa menina HAHA

    Adorei a resenha e os quotes.

    tenha uma ótima quarta =D
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir