Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha #183 - O Filho de Netuno

by - quinta-feira, janeiro 12, 2017

Nome do livro: Os Heróis do Olimpo - O Filho de Netuno
Autor: Rick Riordan
Páginas: 432
Editora: Intrínseca

"Vê-los assim alegrava Percy. Definitivamente, aqueles dois deveriam ficar juntos. Mas a imagem também o entristecia. Ele pensou em Annabeth e se perguntou se viveria para vê-la de novo."

No segundo volume da série "Os Heróis do Olimpo", finalmente descobrimos o paradeiro de Percy Jackson e por onde ele estivera durante todo o livro anterior. Assim como Jason, no primeiro volume, Percy perdera sua memória, e os dois foram trocados de lugar, mais especificamente, de acampamentos, onde um não sabe da existência do outro.


Depois de semanas enfrentando monstros que não morriam e voltavam ao Tártaro, o lugar mais profundo e sombrio do Mundo Inferior, e de onde pertencem os monstros, Percy finalmente encontrara o Acampamento Júpiter, onde tivera uma escolha - ir para o mar e ficar seguro, ou ir para o acampamento e ter a oportunidade de talvez poder ter sua antiga vida e memórias novamente, mas que para isso precisaria enfrentar um grande e mortal desafio.

"Primeiro você começa carregando uma bolsa masculina, e, então, quando vê, já está por aí de roupão e pantufas de coelhinho cor-de-rosa, perseguindo galinhas com um aparador de grama."

Mesmo sem suas memórias, Percy tem a sensação de que o Acampamento Júpiter é totalmente diferente e muito mais mortal do que o lugar de onde viera, dando à ele assim, a sensação de estar no lugar errado, de não pertencer ao Acampamento. Lá, logo no início, ele conhece Hazel e Frank, que inevitavelmente, acabam se tornando seus únicos amigos.

Todos percebem que Percy é diferente, que não possui um jeito "romano" de lutar e que identifica os deuses e seres mitológicos pelos seus nomes não romanos, mas gregos. E alguns boatos começam a percorrer entre os campistas.

Agora é a vez dos romanos de irem à uma missão para atrasar Gaia, a mãe terra. Ela e seu exército sequestraram e prenderam Tântalo, o deus dos mortos, e se apoderaram das Portas da Morte, determinando assim, qual ser fica morto e qual volta ao mundo dos humanos, o que consequentemente faz com que os monstros mortos em quase todas as vezes, renasçam instantaneamente, diferentemente de quando o deus possuía o poder delas, e que monstros ficavam mortos por anos, até décadas. Agora nossos heróis, Percy, Frank e Hazel precisam ir para o norte, para as terras onde nem os deuses possuem poder algum, para libertar o deus e restaurar uma parte do equilíbrio, atrasando assim, a Patrona Gaia, que quer "acordar" a todo custo.

"A vida só é preciosa porque termina."

Enquanto nossos três heróis possuem apenas poucos dias para libertar o deus e voltarem, os subordinados de Gaia caminham em direção ao Acampamento para destruí-lo, e só haverá uma chance real de os monstros não conseguirem atingir seu objetivo, se os romanos unirem forças com aqueles que nunca imaginariam criar uma aliança.

Medos deverão ser enfrentados, segredos escondidos há muito tempo serão revelados, e antigas rivalidades deverão ser deixadas de lado, caso contrário, o futuro do Acampamento Júpiter, e posteriormente o Meio-Sangue, correrão um grande perigo.

- Todos os caminhos levam até lá criança. Você deveria saber disso.
- À punição? - perguntou Percy.
- A Roma, criança - disse a velha. - A Roma.

A palavra que me vem a cabeça para descrever o segundo volume da série "Os Heróis do Olimpo", é SENSACIONAL! Rick Riordan nos mostra novamente como suas tramas são perfeitamente elaboradas e nada óbvias, e nos encanta mais uma vez no mundo mitológico greco-romano, nos deixando ávidos por mais.

You May Also Like

0 comentários