Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha#146- O Desafio

by - quarta-feira, setembro 16, 2015

Livro: O Desafio
Autora: Rachel Van Dyken
Editora: Suma das Letras
Páginas: 360
Classificação: 5/5

"- Não estou fugindo da luta, estou decidindo não lutar. Ainda mais porque sei que não mereço nem participar desse combate, quem dirá vencê-lo."

Sinopse:Como vai? Quer dizer, faz tanto tempo!”
Na verdade, fazia onze meses, uma semana e cinco dias. Mas quem é que estava contando?
Não ela. Jake Titus é rico demais, bonito demais e arrogante demais: qualidades que, anos antes, fizeram Char Lynn viver com ele a melhor noite de sua vida — e em seguida a pior manhã, quando ele a dispensou. Agora terão que se reencontrar no casamento de Kacey, a melhor amiga dos dois. Seria uma situação estranha, mas suportável…
Se vovó Nadine não tivesse sido desafiada a uni-los. Como padrinho e dama de honra dos noivos, Jake e Char têm que passar cada vez mais tempo juntos. Ele é um galinha mimado, e ela é uma garota maluca. Então por que não conseguem resistir um ao outro?
Quando Jake para de se comportar como um babaca e começa a agir como o homem que Char sempre teve esperança de que ele pudesse ser, fica cada vez mais difícil lembrar que ele já a magoou. E agora Jake vê nela tudo que sempre quis — só precisa fazer Char acreditar nisso.
O desafio é a continuação de A aposta, da autora best-seller do New York Times Rachel Van Dyken.



"-Você teria lutado pela garota?Pela garota que você ama?Ou teria desistido?"

Depois de A Aposta(Resenha) chegou a vez de dar continuação a história dos irmãos Titus, então comprei o segundo volume dessa "série", chamado de O Desafio.
Mais uma vez Rachel Van Dyken me surpreendeu, o livro vende um clichê mas conforme a leitura vai acontecendo fica impossível para de ler e não se apaixonar pela história e pelos rumos que ela vai tomando.
Marcada por milhares de encontros e desencontros, confusões e até alguns mal entendidos, uma vovó cupido, um irmão agoniado, uma noiva nervosa, uma casal de padrinhos pra lá de confusos e que sempre fazem a coisa errada, até o dia em que resolvem ouvir o coração.

"Era aquilo que ela queria:um homem tão apaixonado que a seguisse até o outro mundo!Na época,quando disse aquilo em voz alta,Jake a olhou como se ela fosse maluca.Bem,ele é que iria se dar mal,no final das contas!Char encontraria o homem de sua vida! E ,por ela,Jake Titus poderia …. morrer.”
No primeiro livro conhecemos um pouco de Jake, o irmão irresponsável de Travis, e brevemente também foi nos mencionado Char, uma das melhores amigas de Kacey. Pois bem, agora que Kacey e Travis resolveram se casar, eles elegeram ninguém mais ninguém menos do que Jake e Char como seus padrinhos. Só tem um problema, a alguns meses Jake havia agido como um tipico cafajeste, que é o que ele realmente é, com Char. E todo aquele amor que ela sentiu por Jake um dia agora virou um ódio mortal. Pra piorar Char ainda vem sofrendo pressão no trabalho para que ela faça a matéira do ano, sobre o casamento dos Titus.

"O único problema era que,por mais que Char estivesse pensando que ele de fato parecia um príncipe,Jake se sentia um vilão.Ele não podia se apaixonar por ela – e se apavorava com a possibilidade de já estar quase deixando isso acontecer.”

E pra ajudar a vida também não está nada muito mais fácil pra Jake, sua avó veio morar com ele e ainda por cima o demitiu da empresa da família aonde ele era o presidente. Tudo parece está indo de água a baixo para ambos até o momento em que vovó Nadine resolve bancar a cupido e aposta com Kacey e Travis que vai unir Jake a Char.E quando todos duvidam dos poderes dessa vovozinha de 86 anos, é que as coisas começam a ficar divertidas.

"Talvez o amor seja isso. Compartilhar os bons e os maus momentos e torcer para que Deus permita que a pessoa continue esperando por você do outro lado."

Jake e Char passam alguns dias juntos andando para cima e para baixo atrás de alguns itens de uma lista que vovó Nadine os incumbiu de realizar.
E conforme mais tempo passam juntos mais implicâncias acontecem a todo momento entre eles e Jake começa a desperta novamente em Char o sentimento de amor, só que sem querer ele acaba tendo despertado em si mesmo este mesmo sentimento.
Conforme as coisas vão acontecendo Jake vai revelando algumas partes do seu passado que ninguém, além dos já falecidos pais de Kacey, sabe. Ele e Char não resistem a paixão que exala entre ambos e em alguns momentos de fraquezas acabam se beijando, ou então a situação em que eles se encontravam exigia medidas extremas.

"Pela primeira vez na vida, tinha competição à altura. E, claro, já que o carma é uma droga, era também a primeira vez que corria o risco de perder não apenas a disputa, mas também o coração."

Até que em determinado momento Jace entra na história e desperta me Jake os sentimentos mais ciumentos de todos, ao ver o senador se atirar em cima de Char e ao ver ela começar a se encantar pelo charme do político, Jake enfim admiti os seus reais sentimentos pela amiga de infância, e ai quando tudo parecia se encaminhar perfeitamente bem, vovó Nadine resolve aprontar mais algumas com esse casal lindo.

"Ele ficou todo bobo, bobo de verdade, e seu coração pulou no peito. Quando Char se ofereceu para ir com ele à cidade, Jake ficou animado. Sim. Animado por passar a tarde com Char no cartório. Mas o que estava acontecendo?" 

O livro é muito bom, é uma leitura rápida e a autora prendeu todas as pontas da história, não ficou nada mal explicado ou sem explicação.Ela construiu uma excelente trama e criou personagens profundos e leves, um alto nível de comédia segue por todas as folhas, levando o leitor a dar boas gargalhas com as confusões criadas por vovó Nadine e com o mal-humos de Jake.
Além de tudo, ainda dá pra acompanhar o que aconteceu com Travis e Kacey, o casal do primeiro livro, e ainda ver como eles continuam apaixonados.
Seguido de confusões atrás de confusões a história me conquistou do começo ao fim.




"Ele a amava?Char?Sua respiração ficou acelerada quando começou a pensar nas últimas semanas. Sim, tinham acabado de se reencontrar, mas ele a conhecera a vida toda. Conhecia as suas sardas em seu quadril, sua aversão a picles, ou a qualquer coisa verde, e também sua risada.Ah, conhecia bem a risada dela! Ele se sentia como um super-herói toda vez que a fazia rir."

You May Also Like

0 comentários