Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha #189 - Ligeiramente Casados

by - segunda-feira, fevereiro 13, 2017

Livro: Ligeiramente Casados
Autora: Mary Balongh
Editora: Arqueiro
Páginas: 288

"Custe o que custar!O eco dessas últimas palavras ditas pelo homem à beira da morte ressoavam nos ouvidos do coronel. O que poderia significar? O que exatamente ele jurara fazer?"

Sinopse: À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse Custe o que custar!. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum. Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias. Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar. Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados... Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página.



Romance de época são irresistíveis, e como não poderia deixar de ser Mary Balongh foi uma grata surpresa na minha estante. O primeiro livro da série Os Bedwyns é um romance leve e cheio de  momentos que levam os próprios personagens a se questionarem sobre suas escolhas para uma vida inteira. Uma leitura leve e rápida, que prende o leitor, do inicio ao fim de cada uma das 288 páginas.


"- Madame - começou ele a dizer -, se eu puder...Ela não esperou que ele terminasse. Até o som da voz do coronel a fazia encrespar-se de indignação. Eve lhe deu as costas e entrou em casa sem olhar para trás."

A história começa quando Percy Morris morre no campo de batalha e como ultimo desejo pede que o Coronel Aidan Bedwyn cuide de sua irmã Eve a qualquer custo. Pois bem, a partir desse ponto que as coisas se desenrolam, Ainda vai até o Solar Ringwood, para cumprir a promessa e levar a noticia a jovem Sra. Morris. Eve é uma jovem que mantêm sob seus cuidados pessoas vista pela sociedade como incapazes ou inúteis, mas que ela ama e os tem como sua família.E quando recebe a noticia da morte do irmão todos, inclusive ela própria, correm risco de estarem a merce da própria sorte.  A não ser que consiga se casar e receber todos os direito que o pai deixou para o irmão em testamento. Mas chegando lá, Aidan acaba dando de cara com problemas que nunca lhe haviam passado pela cabeça, como o fato de ter que se casar, mesmo que por conveniência, para manter a promessa ao soldado Morris.   Tomado pela obrigação de cumprir a promessa Ainda propõem casamento de conveniência  a Eve, que mesmo relutante acaba aceitando. Depois de dois dias sua vida toda foi jogada de cabeça para baixo e todos os planos que ele tinham mudaram. Mas tudo ainda estava sob controle, Aidan e Eve concordaram em se casar somente pelas aparência e depois nunca mais se veriam novamente.
Entre uma simples cerimonia de casamento e um jantar com os vizinho de Eve, Ainda pode enfim partir e nunca mais voltar, mesmo agora sendo ligado a Eve pelo resto de sua vida.

"Os modos dele eram muito formais. Seria bondade ou senso de dever o que o motivava?, perguntou-se Eve. Ela já tivera alguns vislumbres de uma possível bondade, até mesmo humor da parte do coronel, mas ... ele nunca sorria."

Tudo caminhava maravilhosamente bem e seguindo os planos de Aidan, até o momento em que ele volta para a casa de sua família, pra passar o restante de sua licença, cerca de dois meses. Aidan manteria seus casamento em sigilo até quando pudesse, mas seu irmão mais velho, o Duque de Bewcastle, descobriu que o irmão se casou com alguém de outra classe social escondido, e agora exige que a nova Lady Aidan Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Ou seja, em poucos dias todos os planos de nunca mais ver Eve se vão por água a baixo e agora Ainda passa a conviver diariamente com a esposa, por algumas semanas. É ai que começa a derrocada do acordo entre os noivos, eles acabam deixando de estarem somente ligeiramente casados e quando se dão conta precisam muito um do outro.

"Ele ficara tempo demais… se apaixonara por Eve, e agora tinha que partir.
Ele arriscaria a própria honra?, perguntou-se. Ousaria agarrar a felicidade?"

O ponto alto da história é o fato de que tanto Eve quanto Aidan são teimosos e acabam se parecendo bastante, mesmo ambos tendo aceitado se manterem casados por conveniência no fundo acho que os dois queriam ser "felizes para sempre". Aidan é um personagem cheio de nuances, ele tem a lembrança de uma infância feliz, ama os irmão, mas ao longo dos anos eles se prederam um dos outros e devido a sua profissão hoje talvez ele tenha se tornado mais frio, mas é incrível ver o amor entre ele e Eve acontecendo através da convivência, eles vão contando um com o outro e aos poucos formam uma verdadeira família. Eve é uma personagem legal, dona de um bom coração e de pensamentos sinceros ela conquista as pessoas por onde passa sem baixar a cabeça para ninguém. Mesmo as grandes diferenças de classes sociais entre eles acaba sumindo quando ambos se veem completamente apaixonados.

Mary Balhong foi uma grata surpresa. Ligeiramente Casados é o inicio de uma série que tem tudo pra dar certo,um casamento por conveniência e personagens orgulhosos demais para se apaixonarem e  enfim terem o seu "felizes para sempre".

"Entraram em outro sonho. Não, melhor do que um sonho. Em uma realidade dinâmica, animada, feliz, que eles trabalhariam juntos para manter assim pelo resto de suas vidas."

You May Also Like

2 comentários

  1. Oi Larissa, tudo bem? Eu demorei um pouquinho pra engatar na leitura, mas depois, menina, devorei as páginas e virei fã da Mary, tanto que já espero ansiosamente pelo último <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo ótimo.
      Aconteceu isso por aqui também. Mas estou curiosa pelo próximo da série.
      Beijinhhos!!

      Excluir