Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha #50 - Crossfire - Toda Sua

by - quinta-feira, dezembro 19, 2013

Nome do livro: Crossfire - Toda Sua
Autora: Sylvia Day
Editora: Paralela
ISBN: 9788565530118
Páginas: 271
Nota: 5/5
Encontre-o: Skoob | Orelha de Livro
Compre-o: Saraiva | Submarino | Americanas

Sinopse: Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela - e provavelmente qualquer outra pessoa - já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer - Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam - o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.

As palavras não significam merda nenhuma sem uma atitude pra comprovar o que elas dizem.

Eva Tramell tem 24 anos e acabou de se mudar para Nova York com seu melhor amigo Cary, um moreno super gato, charmoso e bissexual. Moram em um apartamento lindo em Manhattan e conhecem o outro a fundo, cada um sabe do passado do outro, e assim se completam sempre. Cary é carinhoso e totalmente atencioso com Eva, são praticamente como irmãos. Ele a escuta e a aconselha a fazer sempre o que é o certo, mesmo que ela não ache que seja o melhor caminho. Eva tem uma mãe super paranoica que agora a está rastreando em todos os lugares que vai, e parece que nem mesmo a consulta com seu terapeuta está sendo o suficiente.

Eva acabou de conseguir um emprego na Waters Field & Leaman, uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo está correndo bem para ela no quesito profissional, até que conhece um jovem totalmente perfeito, não sei outra maneira para descrevê-lo, realmente não sei rs. Cabelos pretos, olhos azuis profundos, terno de marca, rosto misterioso, e o mais curioso é que parece haver eletricidade entre eles, algo os puxando para ficarem perto um do outro, o toque é inevitável. Eva subitamente sente uma vontade enorme de fazer sexo com aquele cara, seja ele quem for. Uma vontade que nunca sentira antes. Depois ela descobre que aquele homem a quem ela chama de Moreno Perigoso é ninguém menos que Gideon Cross, o solteiro mais cobiçado do país e dono do Crossfire, prédio onde fica a agência de publicidade em que ela trabalha, e também de muitos outros lugares.


Igualmente como Eva, Gideon sente o ar sexual que se instala entre os dois sempre que estão juntos em algum lugar. Depois de tanto insistir e de fazer propostas bem diretas à Eva, os dois têm um acordo.
No início é apenas sexo, um sexo fantástico e bem sacana. Mas Gideon começa a cometer os seus deslizes, ele é novo nesse ramo de “sexo-mas-com-o-mínimo-de-respeito-entre-os-parceiros-enquanto-não-estiverem-fodendo” como ele mesmo diz, mas está aprendendo.

Em pouco tempo começa a se sentir atraído ainda mais por Eva, mas não só como uma parceira sexual, e abre mão das suas regras por ela, e os dois se apaixonam. Será que os dois conseguirão manter um relacionamento tão público dessa maneira, já que fotógrafos e toda a mídia já sabem que estão juntos? Até quando irão aguentar toda essa pressão e as descobertas que essa relação trará aos dois? Serão capazes de enfrentar seus passados juntos, ou isso os desestabilizará?

Uma literatura erótica muito bem escrita e desenvolvida, melhor até que Cinquenta Tons de Cinza. Muitas vezes percebemos a semelhança de ambos os livros, mas a história toma rumos diferentes. Sylvia Day sabe como entreter e nos fazer ficar fissurados em um livro, é fascinante!

Não existe coisa mais fácil que resolver o problema dos outros. O duro é enfrentar nossos próprios traumas.


A ligação entre nós era absurdamente intensa. Emocional. Mental. Eu nunca tinha me sentido tão completamente… entregue. Possuída.



You May Also Like

6 comentários

  1. Você consegue atrair a gente para um livro, só com uma simples resenha. MEU DEUS, VOCÊ É DEMAIS, NAT!

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    suas resenhas são ótimas, gostaria de escrever como você, meus professores gostariam muito :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Nathi!! Realmente as historias são semelhantes em relação até o enredo com Cinquenta Tons de Cinza, mas é um livro que realmente não me agradaria muito a leitura, pois este gênero me deixa curiosa mas quero ler algo não TÃO pesado.
    Mas adorei sua resenha, esta super bem escrita ( como sempre) =)
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha!
    doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir