Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha #43 - Qual Seu Número?

by - domingo, outubro 13, 2013

Nome do Livro: Qual Seu Número?
Autora: Karyn Bosnak
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219893
Páginas: 352
Lançamento: 2011
Nota: 2/5

Sinopse: Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher de 30 anos é de 10,5, fica desesperada e assustada por estar muito acima dela. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer o passado e começar uma linda história de amor? Qual Seu Número? revela os segredos de cada mulher e prova que, quando se trata de assuntos do coração, números são apenas uma fração de tempo.

“Sou mais feliz quando sou eu mesma, e sou eu mesma quando estou com você.”
Delilah Darling têm 29 anos, é solteira e é uma mulher fácil. Mas, depois de terminar uma relação de 4 meses com Greg, um cara sem personalidade, e que só sabia falar de cabelos, ela começou a se preocupar com seu número, que só estava subindo. E quando digo que ela estava ficando preocupada com seu número, quero dizer com quantos caras ela já dormiu.


Lendo uma pesquisa sobre sexo em sua revista preferida e super conceituada, ela descobriu que as mulheres têm uma média de 10,5 parceiros sexuais durante a vida, e Delilah, bom, já dormira com 19 homens, quase o dobro da média nacional.

Levando isso em consideração, ela decidiu simplesmente parar de fazer sexo e estabelecer um limite. E esse limite seria 20. Ela se daria outra chance para concertar as coisas, e caso acabasse desperdiçando isso dormindo com um homem qualquer, prometeu para si mesma viver uma vida de castidade e celibato.

“Ele sempre me disse que conseguiríamos saber que estávamos apaixonadas por alguém quando o coração começasse a pular dentro do peito. Ele explicou que esses pulos do coração não são apenas a sensação de leveza que sentimentos ao conversar com alguém pela primeira vez, é algo mais profundo. É como uma vibração mais grave e intensa que ressoa por todo o corpo no momentos em que percebemos que precisamos de alguém e o amamos[…] Eu ainda não senti esse tipo de vibração.”

Sua mãe vive pegando em seu pé pela sua irmã mais nova, Dayse, estar noiva e ela não estar nem ao menos namorando.

Depois de ser demitida e passar a noite toda no bar com seus ex colegas de trabalho, ela acaba indo para a casa de seu ex chefe, Roger, e dorme com ele. Quando acorda, percebendo o que fez, diz que não aumentará ainda mais seu número. Está decidida a viver uma vida sem sexo.

Depois de algum tempo, Delilah tem uma ideia para não ter que se tornar celibatária, nem parar de fazer sexo. Ela irá atrás dos 20 homens com quem transou, ver se há química entre eles e tentar fazer as coisas serem diferentes dessa vez e darem certo com algum deles. Afinal, as pessoas mudam, e além disso, ela não aumentaria ainda mais seu número.

“Quando você está com alguém, o que conta é a essência de uma pessoa, e não os detalhes da embalagem.” 
Assim, ela começa a pesquisar onde cada um deles está, pretende encontrá-los e depois decidir qual deles é o melhor para ela. Com a ajuda de Colin, seu vizinho de apartamento super gato e sexy, filho de um investigador particular, ela aos poucos vai encontrando cada um deles, e notando que mesmo o tempo tendo passado, alguns não mudaram nada e outros estão completamente diferentes.

Depois de ir atrás de todos os caras com quem já dormira, percebe que eles nunca foram as pessoas certas para ela e que nunca dariam certo juntos. Ela decide finalmente fazer as pazes com seu passado e guardar dele apenas as coisas boas.

Delilah e Colin acabam se apaixonando e ela finalmente percebe que, quando se conhece o cara certo, todas as coisas acontecem naturalmente, sem brigas e dramas desnecessários, apenas amor. Não importa quantas pessoas já passaram pela sua vida, quando conhecer a certa, automaticamente saberá.

“Por um lado, pensar nos momentos ruins me fez considerar os bons.”

Confesso que comecei a ler o livro com uma grande expectativa sobre ele por já ter assistido o filme e simplesmente adorado, mas acabei me decepcionando. Nunca achei que diria isso, mas acabei gostando muito mais do filme do que do livro. O filme é um dos meus preferidos, e o livro ficou longe do topo dos que mais gosto. A diagramação é boa, a fonte e o tamanho da letra. Adoro a capa, e acho-a linda. Mas a leitura acabou se tornando um pouco cansativa e decepcionante. Espero que tenham uma conclusão melhor que a minha ao lerem. Beijos.




You May Also Like

11 comentários

  1. 2/5? nunca li o livro então não posso opinar sobre ele haha
    espero ler em breve, adorei resenha *-*

    passa lá? http://umlivronaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Pois é Bianca, nota 2 de um total de 5, é uma nota bem baixa, mas eu realmente não gostei do livro, achei meio fraquinho e cansativo :\
    Leia sim, quem sabe você terá uma opinião diferente da minha. Obrigada linda <3
    Passo sim. Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Assisti o filme e achei legal, mas realmente nota 2 é fraquinho. Mas talvez minha concepção sobre o livro seja diferente rsrs Ah, e a resenha está ótima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostei do filme Bia, ele é um dos meus favoritos, mas quanto ao livro não gostei mesmo :\ Tomara que sim! Awn, obrigada linda *---*

      Excluir
  4. Oi flor tudo bem???
    Nossa quando comecei a ler a sua resenha, achei que já tinha lido o livro e não me lembrava kkkkk, mas ao final dela percebi que se trata do filme, porque eu simplesmente adorei... dei boas risadas e gostei muito. Bom pelo título do livro não me chamaria a atenção não, mas se você disse que a leitura foi cansativa, eu nem vou me habilitar a ler, vou ficar mesmo com o filme que simplesmente gostei e assisto sempre que dá.... Xero!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca li nem vi o filme, mas sou super a fim de ler e assistir. Pois já li várias resenhas positivas sobre ele, um pena que você não tenha gostado tanto...

    ResponderExcluir
  6. Já vi o filme e é super demais \o/ Tão divertido.
    O livro deve ser muito bom também.

    ResponderExcluir
  7. kkk, adorei seu post Natalia, o livro deve ser muito engraçado.

    ResponderExcluir
  8. Amo o filme mais nunca tive coragem de ler o livro, devido a nota dele no Skoob.

    ResponderExcluir
  9. Como já assisti o filme acho que não leria o livro,pois gosto de imaginar os personagens.o cenário e tudo mais...

    ResponderExcluir
  10. AHHHH, NÃO SABIA QUE TINHA O LIVRO!
    Adoro o filme!
    Beijocas
    doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir