Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Resenha #106 - Fingindo

by - segunda-feira, março 16, 2015

Nome do livro: Fingindo
Autora: Cora Carmack
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581636665
Páginas: 332
Encontre-o: Skoob
Compre-o: Saraiva | Submarino | Americanas

"Não vai ser fácil", ele disse. Eufemismo do ano. "Mas seus pais amam você, Max." Eu ri, mesmo que não fosse nada engraçado. Minha garganta estava cheia de emoção. Ele levantou uma mão e tirou as minhas de meus olhos. "E se eles não podem ver o quão incrível você é, eles são cegos."

Sinopse: Meu nome é Cade Winston. Aluno de mestrado em belas-artes, voluntário, abraçador de mães e seu namorado pelas próximas vinte e quatro horas. Prazer em conhecê-la.
Com seus cabelos cloridos, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam... E eles nem sonham que a filha vive assim.
Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro. A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado.
Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida.
Um faz de conta com data marcada para terminar... E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.

"Nunca tinha saído com uma garota como ela, e provavelmente ela nunca saiu com um cara como eu. Mas às vezes você não sabe o que está buscando até que é golpeado em cheio nas costas."


Cade Winston sempre fora apaixonado por Bliss, mas ela o via apenas como seu melhor amigo. Ele decidira esquecê-la, principalmente agora que ela estava namorando com outro cara e que seria pedida em casamento por ele. Mas na prática, nada é tão fácil quanto na teoria.

Mackenzie, ou simplesmente Max, é a namorada de Mace, e descobre que seus pais estão vindo visitá-la e que querem conhecer seu namorado, mas o problema é que jamais o aprovariam, assim como todos os outros que ela já apresentara à família. Mace é cheio de tatuagens e piercings, o que seus pais não colocariam na categoria do que é "seguro" para Max. Ela então o manda ir embora da cafeteria onde está, antes que seus pais cheguem e os vejam juntos.

Ela sem saber o que fazer ou qual desculpa dar aos pais pela ausência do namorado, ela então avista Cade, sentado sozinho em um canto da cafeteria, todo intelectual, lindo e com cara de inteligente, tudo o que seus pais adorariam e com certeza aprovariam. Ela então se aproxima dele e o pede para que finja ser seu namorado enquanto seus pais estiverem por perto, o que não é nada difícil para ele pelo fato de ser ator. Ele aceita, mas em troca, pede para ter um encontro com Max. Ela topa, mas fica se perguntando o porque de um cara como ele querer sair com alguém como ela.

Ao se conhecerem, Mick e Betty, os pais de Max, subitamente adoram Cade e o convidam para o jantar do Dia de Ação de Graças que será no dia seguinte, e sem ter como recusar, Cade acaba aceitando.

Enquanto isso, as coisas entre Max e Mace, seu namorado verdadeiro, não estão nada boas. Mas Cade tem uma surpresa quando vai ao Trestle, um bar noturno com seu amigo. Max é uma das dançarinas, e ele logo sente uma conexão com ela, fazendo assim, os fatos que se seguem, servir apenas para aproximá-los ainda mais.

Por fora, Max é uma garota durona e que não tem medo de nada, mas que por dentro carrega muitos segredos e medos, traumas de seu passado que ainda não foram superados nem esquecidos. Cade é o típico "menino de ouro", um apelido que Max dá à ele no decorrer da história. Ele se importa mais com os outros do que consigo mesmo, é altruísta, bondoso e aparentemente perfeito, mas é apenas uma máscara que ele criara, e quem por dentro, morre de medo de ser rejeitado. Quando se finge bem demais, o inevitável muitas vezes acaba acontecendo.

No início, Cade é o "namorado" que Max apresenta aos pais na intenção de mostrá-los quem ela é, mas a versão dela mesma que ela mostra aos pais, é a versão idealizada da Mackenzie que seus pais gostariam que fosse, e não a original. Mas o amor vem muitas vezes para nos dar forças e coragem para mostrarmos quem realmente somos e superar todos os nossos traumas. E quem foi que disse que os opostos não se atraem? Cade e Max, são um perfeito exemplo disso!

"Há coisas pelas quais vale à pena lutar, não importa o resultado, e você é uma delas."

Em "Fingindo", Cora Carmack nos apresenta dois personagens totalmente desiludidos com a vida e que ao encontrarem o amor em pessoas totalmente inusitadas, acabam se completando. Os obstáculos muitas vezes os fazem querer desistir, mas no final, o que prevalece sempre será o amor. Cora criou uma história intrigante, fascinante e com uma leitura muito rápida e fluída. É super simples e gostoso de se ler. Os personagens te cativam e você não quer mais que a história termine.

A capa me conquistou logo de cara, é maravilhosa! A diagramação também está muito boa, créditos total à Novo Conceito por isso! O tamanho das letras é perfeito, a fonte e as separações de capítulos também ajudam muito no visual final do livro.

Uma história que conquista e encanta! Primeiro livro que li da autora e de quem com certeza lerei mais! Amei. Livro totalmente recomendado!

"- E, se você realmente acordar um dia e quiser ficar comigo, vou lutar por você como estou lutando agora - continuou ele. Seu polegar roçou meu lábio e ele me puxou pra perto. - Vou lembrá-la todos os dias de como é bom ter seu corpo de encontro ao meu. Vou lembrá-la dos bons tempos e vou ajudá-la a esquecer o que foi ruim. Vou lembrá-la de quem você é quando a vida colocá-la para baixo e fazê-la duvidar. Vou aparecer na sua porta no meio da noite e beijá-la até que você se lembre de que seus medos são apenas medos e que eles não vão controlar você. Vou apostar contra o seu coração inconstante se ele for meu."

You May Also Like

5 comentários

  1. gostei da resenha , personagens parecem bem legais ^^ e a historia parece bacana

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do enredo e da capa, parece ser um daqueles livros cativantes.

    ResponderExcluir
  3. História legal.. fiquei curiosa...

    ResponderExcluir
  4. gosto muito desse tipo de livro, achei a história legal, e por ser uma leitura fluida vou querer ler kk

    ResponderExcluir
  5. Estava louca para ler esse livro desde que li a sinopse dele e tinha adorado a premissa de um casal que finge um relacionamento. Ele é bem previsível, mas é apaixonante. adorei ver o desenrolar do relacionamento entre Max e Cade, a forma como parecem diferentes e ao mesmo tempo iguais. Realmente, Natália, é uma história que conquista. Acho que acabei gostando mais desse do que do primeiro livro, Perdendo-me.

    ResponderExcluir