Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Entrevista com a autora Graciela Mayrink

by - terça-feira, março 17, 2015

Oi galera, tudo bem com vocês? Como anda a vida ?
Hoje eu vim trazer uma entrevista super legal que eu consegui com a autora Graciela Mayrink, ela é a escritora de "Até Eu Te Encontrar" e a " A Namorada Do Meu Amigo", pra quem ainda não conhece o trabalho dela eu super indico vocês a correram até a livraria mais próxima e adquirir os livros, porque eu fiquei apaixonada pelas história.
Vamos a entrevista então...



Quando surgiu a vontade de se tornar escritora?
Eu decidi levar a escrita como profissão por insistência da minha irmã em 2008. Desde pequena que escrevo, mas nunca havia pensado em publicar, até que ela começou a insistir, dizendo que meu texto era bom e que outras pessoas mereciam conhecer meu trabalho. Eu achava que ninguém ia gostar do que eu escrevia, então levei um ano pensando no assunto, enquanto ela ia me convencendo aos poucos.
Quem é a Graciela e como ela se descreve?
Sou uma pessoa normal (risos). Sou calma, bem caseira, viciada em séries, cinema e, claro, livros. Sou uma leitora compulsiva, não consigo ficar sem ler e sempre leio mais de um livro ao mesmo tempo. Adoro viajar e sair para comer com minha irmã Flávia e minhas amigas, e também ficar em casa com minha cachorrinha, que é a minha companheira diária de escrita. Sou uma pessoa tímida até conhecer os outros, depois me solto. Estou sempre pronta para ajudar os amigos e levo muito a sério a amizade. Quando sou amiga, sou amiga até o fim.
Você poderia nos dizer uma frase ou algum trecho que tenha te marcado ou influenciado bastante?
Uma frase que sempre tenho em mente é “Nada acontece por acaso”.
Como é a sua relação com seus fãs/leitores?
É ótima! Eu adoro receber recados dos leitores, conversar com eles. Respondo tudo, alguns demoram um pouco, mas ninguém fica sem resposta. Adoro bater papo com os leitores nos eventos, feiras e bienais que faço.


Qual é a sensação de saber que as suas palavras,os seus livros, estão por diversos cantos do país?

É uma sensação maravilhosa, difícil descrever. Saber que minhas histórias estão espalhadas pelo Brasil, atingindo o máximo de leitor possível, com pessoas se apaixonando pelo que escrevo é a realização da minha carreira. É saber que valeu e vale a pena cada obstáculo enfrentado.




Como surgiu a ideia de escrever "Até eu te Encontrar"? Teve alguma situação que te inspirou pra escreve-lo?
Surgiu da vontade de escrever um romance que se passava na universidade. A primeira ideia que veio na minha cabeça foi utilizar Viçosa, por ter morado lá e conhecer bem a cidade e a universidade. Quis mostrar um pouco da rotina de um universitário em uma cidade pequena. A partir desta ideia inicial, logo surgiram as tramas e personagens. Depois que estava tudo na minha cabeça, comecei a colocar a história no papel. Costumo brincar que Até Eu te Encontrar é um livro fofo (risos). Nele, eu brinco com o encontro com a sua alma gêmea, o fato de gostar do cara errado (e continuar querendo gostar dele), falo das grandes amizades que construímos no nosso caminho e que levamos para a vida toda. É um romance leve, que dá pra ler rápido porque tem muito diálogo, é bem objetivo e com todo o clima universitário de uma pequena cidade de Minas.


 Quanto tempo você demorou pra concluir a escrita dele?

Levei sete meses escrevendo Até Eu te Encontrar.


Qual foi a maior dificuldade que você encontrou até conseguir publicar sus livros?

A principal dificuldade é a falta de espaço nas grandes editoras. É complicado competir com os autores estrangeiros, que já vêm para o Brasil com um sucesso lá fora que os ajudam a ficar conhecidos aqui e a vender muitos livros. Depois que você consegue publicar vem a fase da competição com esses mesmos autores por um espaço na mídia especializada e por um destaque nas livrarias, o que é muito difícil. O brasileiro tem lido muito nos últimos anos, mas ainda tem lido pouco autor nacional. O que nos tem ajudado muito hoje em dia é a quantidade de blogs que têm dado espaço para a literatura brasileira. Isso é muito bom porque faz as pessoas começarem a descobrir que ler autor nacional pode ser tão bom (quem sabe mais?) quanto ler um autor estrangeiro porque a história se passa aqui, em solo brasileiro, em locais que muitos conhecem pessoalmente.


Em relação ao seu ultimo livro "A Namorada do Meu Amigo",o que te inspirou a escreve-lo?

Eu gosto de histórias que envolvam a amizade e quis fazer uma onde uma grande amizade pudesse ser abalado por um outro sentimento, que no caso escolhido foi o amor. Espero ter conseguido passar o que queria para o papel. A ideia inicial foi em cima dos Três Mosqueteiros, que amo. O lema deles (Um por todos, todos por um) caía como uma luva para minha história, então usei do artifício de três amigos inseparáveis.


Em breve teremos mais livros seus publicados? Quais serão ?Teremos a possibilidade de reencontrar nossos personagens de "Até eu te Encontrar" ou de "A Namorada do Meu Amigo" nas novas histórias?

Sim, este ano tem livro novo, mas como não há nada definido, não posso falar o título, nem quando será o lançamento. Sobre a volta de personagens dos livros anteriores, não há uma previsão. Talvez daqui alguns anos saia uma continuação de Até Eu te Encontrar, baseada na vida dos filhos dos personagens principais, mas não é nada certo. Sobre A Namorada, não haverá continuação.


Qual conselho você daria pra aqueles que tem o sonho de se tornarem escritores?

Muita dedicação, trabalho e bastante paciência. Não escreva rápido e publique. Escreva, reescreva, corrija, leia novamente, melhore sempre seu texto. Se puder, deixe-o descansar por uns meses e leia novamente. Você sempre vai querer mudar algo e encontrar pequenos errinhos que antes passaram despercebidos. Isso pareceAcessar sua lista de blogs que não muda nunca! E não tenha pressa para publicar. Analise primeiro se realmente vale a pena publicar por aquela editora, veja o que ela te oferece, se está empenhada no seu livro, principalmente se acredita no seu livro, ou se você será apenas mais um ali dentro. Desde que terminei de escrever Até Eu Te Encontrar e o publiquei, levei 2 anos que me valeram muito para amadurecer e melhorar minha escrita e, claro, o livro. De lá para cá, eu o corrigi várias vezes e acrescentei uma ou outra coisinha. A história permanece a mesma, mas você vai sempre encontrar algo para melhorar.


Em relação a literatura nacional, qual sua opinião?

A literatura nacional está tomando seu espaço. Antigamente existia um preconceito com o autor nacional, as pessoas diziam que livros nacionais eram chatos. Hoje, isto está mudando. A nova geração não tem preconceito, eles gostam do contato direto com o autor, de encontrá-los em bienais, eventos literários, adicionar os escritores em suas redes sociais. E os novos autores estão tomando conta do mercado, há muito livro nacional excelente sendo lançado, basta o leitor procurar.


 Qual seu gênero literário preferido? E autores?

Eu não tenho um gênero específico, sou bem eclética na hora de ler, mas amo livros de guerra, policial, suspense. Meus autores favoritos são: Fernando Sabino, Anne Rice, John Grisham, Bernard Cornwell, Luis Fernando Verissimo, Nick Hornby, Harlan Coben, Nicholas Sparks e Chris Mello (Enquanto a Chuva Caía).


Quem mais te apoiou na sua decisão de se tornar escritora?

Minha irmã foi e é a minha maior a apoiadora.


 Seus novos livros já tem previsão de lançamento?

Ainda sem previsão, mas sai em 2015.


Graciela caso você queria pode algum recado pros leitores do blog.E desde já agradeço imensamente sua atenção em responder as minhas perguntas e por ser tão atenciosa comigo.
Espero que os leitores do blog passem a apoiar ainda mais a literatura nacional. É muito difícil conseguir espaço porque os livros estrangeiros já chegam como best-sellers. Fazer uma pessoa entrar em uma livraria e escolher nosso livro ao invés de um internacional é algo bem complicado, mas a divulgação dos leitores tem ajudado a melhorar isso cada vez mais. Então meus únicos pedidos são: se ler um livro nacional e gostar, indique-o para todo mundo que você conhece. E dê livros de presente. Eu só dou isso para todos que conheço. O livro é um presente maravilhoso e bem barato, é só ficar atento às promoções ;)


Eu amei a entrevista e vocês??

Só tenho a agradecer a Graciela por ter tirado um tempo do seu dia pra responder as minhas perguntas e deixo aqui o meu muito obrigado!


Que venham muitos livros da Graciela pra minha estante!!

You May Also Like

4 comentários

  1. realmente autores nacionais deviam ter mais espaço por aqui , tem tanta gente de talento , adorei a entrevista

    ResponderExcluir
  2. Todos os livros dela está na minha lista desse ano, estou realmente surpresa pela qualidade de escrita tanto dela quanto de outros escritores brasileiros.

    ResponderExcluir
  3. Que fofa ela.... Gosto de ler autores nacionais, acho que temos que valorizar o que é nosso... com certeza vou me informar mais sobre o trabalho dela!!!

    ResponderExcluir
  4. A Graciela é uma fofa, super simpática e acessível. Ela chegou a entrar em contato comigo no skoob para falar de Até eu te encontrar, pois eu tinha postado que queria ler A namorada do meu amigo, que já li e super recomendo, muito bom livro, e nem acreditei que fosse ela mesma.
    Ainda não consegui ler Até eu te encontrar, mas quero muito.

    ResponderExcluir