Tecnologia do Blogger.

Sobre nós

Editoras Parceiras

Curta nossa página

Trechos # 28 - Ligeiramente Seduzidos

by - terça-feira, maio 02, 2017


Hey hey obcecados, tudo bem?

Vamos a mais um post recheados dos melhores trechos de uma das minhas ultimas leituras.
Alguém ai também é fãs de romance de época?

Esses trechos  são especiais porque é de uma série que já ate comecei por aqui. Agora cheguei ao quarto livros da série e confesso que foi o melhor até agora.


“As mulheres não lutam nas guerras. Se elas governassem os países, haveria muito mais bom senso nas relações entre as pessoas.” 


"O Lobo. Wulfric Bedwyn, o duque de Bewcastle. Embora fizesse nove anos que não via o homem e não houvesse pensado nele nos últimos quatro ou cinco, Gervase sentiu toda a fúria gelada de um antigo ódio ao se lembrar dele agora.”

“Finalmente, toda aquela história tediosa de debutar já se tornara uma fato consumado. Morgan destestara quase todos os momentos que passara envolvida nisso. Sentira-se como uma coisa. Uma coisa exclusiva, muito preciosa, era verdade. Ainda assim, mais um objeto que uma pessoa.”



“Mas ele apostaria que a dama era orgulhosa demais para dar uma desculpa falsa, e ousada demais para não encarar de cabeça erguida o desafio dele. Ela provavelmente reconhecera o desafio.”

"Morgan é diferente do resto de nós, mortais, que precisamos de companhia e atividade o tempo todo. Ela sempre necessitou de tempo e espaço para si antes de se tornar sociável novamente."

"- E ontem foi o golpe de misericórdia - disse ela. - O senhor me contou a sua história e angariou minha compaixão. Não há forma melhor de despertar a piedade de alguém do que contar sobre erros cometidos e injustiças sofridas. E suponho que me encaixei em seu esquema com perfeição quando não permiti que pedisse a minha mão. Eu o liberei. O senhor transformou a minha vida, a de Wulfric e a da minha família em um caos e eu o liberei para que se regozijasse com a lembrança de sua vitória.
- Certo, chérie - retrucou Gervase, em voz baixa, quando Morgan esperou que ele respondesse.
- Errado, lorde Rosthorn. - Ela o encarou com ódio e apontou para o chão. - Pode ficar de joelhos. Mudei de ideia. Faça o pedido. E saiba que, caso se recuse, não pouparei esforços para que Londres inteira, a Inglaterra inteira, saiba que é um homem sem honra e sem decência. Eu ainda tenho alguma influência. Tenho parentes poderosos."

"O amor não domina ou tenta possuir, mas se fortalece com compromisso puro, liberdade mútua."

"-Morgan. - Ele levantou os olhos para ela. - Amo você por tudo o que é e por tudo o que irá se tornar. Admiro-a como mulher e como pessoa. Valorizo-a como amiga e companheira. Amo sua inteligência, sua visão artística, suas percepções da vida, seu espírito. Adoro-a como amante. Alimentarei sua liberdade pelo resto da vida, se me aceitar. E ofereço a você a minha verdadeira essência em troca. Me daria a honra de se casar comigo?"
"Wulfric e tia Rochester teriam tido um ataque se a vissem naquele momento, pensou subitamente. E com razão. Ela havia se proposto a ser mais astuta do que um sedutor experiente, que por algum motivo desconhecido a escolhera como vitima da vez. E não estava bem certa de qual dois dois vencera a disputa."

"- Mas suas regras não são ditadas por elas. Amar é gostar, ser companheiro, respeitar e confiar. O amor não domina ou tenta possuir, mas se fortalece com o compromisso puro, liberdade mútua. Por isso o casamento é tão traiçoeiro." 
"Opostos são apenas dois lados da mesma moeda. Um não existe sem o outro."


"O ódio é um passo adiante da indiferença de ontem, ma chère. Já lhe ocorreu que eu esteja tentando fazê-la me amar porque eu a amo?"

“Morgan jamais deixaria que a própria força, a própria vontade e a própria identidade fossem subjugadas por qualquer homem.”

“É muito fácil se apaixonar, eu acho. É um estado altamente emocional. Não estou certa de que seja igualmente fácil amar.” 



You May Also Like

0 comentários